Browsing Category

Casamento

#marivaicasar, Casa, Casamento, Textos

14 coisas que aprendi em 8 meses de casamento ♥

Dá pra acreditar que já se passaram 8 meses do dia do meu casamento? De lá pra cá aprendi tanta coisa!!

Eu e o Luccas sempre tivemos uma relação bem tranquila, sem brigas e muuuuuita conversa. Namoramos 6 anos antes de casar, não acho que tempo tenha muita relevância, mas sim a convivência, pois é com ela que conseguimos conhecer a pessoa. Mas nada se compara com o momento que você vai morar com seu parceiro, pois é no dia a dia de pagar contas, tirar o lixo, lavar banheiro e tantas outras coisas que o bicho pega.

Não tô aqui pra dizer que tudo é fácil, que não existem problemas. Mas enquanto a balança do lado bom for superior do que o lado ruim, tudo vale a pena. Dividir a vida com alguém que você ama é maravilhoso!! ♥

Por isso hoje resolvi fazer esse post pra compartilhar 14 coisas que já aprendi nesses 8 meses de casados. Sei que ainda tenho muuuuito para aprender, mas tem sido uma experiência e tanto!! 🙂

Cuidar da nossa casa é gostoso:
Quem nunca reclamou de ter que fazer alguma tarefa doméstica enquanto morava com os pais? É claro que morando sozinha ou dividindo o teto com alguém você não terá disposição todos os dias, mas é prazeroso poder cuidar do seu cantinho e ver tudo cheiroso depois. Dá uma sensação de dever cumprido, sabe?

Ir ao mercado juntos é uma boa tarefa:
Se você quer comida na geladeira e papel higiênico do ladinho da privada, você tem que ir ap mercado, meu amor! hahahah
Eu particularmente adoro ir ao mercado, mas tem gente que não gosta nem de pensar. Em qualquer uma das opções, eu posso te garantir… ter alguém para te acompanhar é muito melhor, vocês fazem a compra mais rápido e passam mais um tempo juntos.

A ceder:
Nem sempre é fácil, eu confesso! hahahah
Mas saber ceder é fundamental para um casamento ou relação. As coisas não podem ser sempre do seu jeito sempre e vice-versa. Ambos lados precisam ceder de vez em quando e isso ajuda a evitar uma porção de brigas bobas.

A ter mais paciência:
Se tem uma coisa nessa vida que eu não tenho sobrando (além de dinheiro, claro hahaha) é paciência. Na tpm então… só Jesus na causa!
Mas a gente aprende, não sei como… mas aprende a ter mais paciência, a contar até 10, 20, 30… 100, pra não brigar, não faltar com o respeito. Se o outro fez algo que você achava que tinha que ser de outro jeito, respire e pense que ele veio de outra criação, outra família. Se tinham dias que nem com nossos pais era fácil conviver, imagina com uma pessoa que não morou a vida toda com você?

A não agir com a cabeça quente:
Esse complementa um pouco o último item.. eu sempre fui muito estourada com a minha mãe. Ela falava A e eu já revidava com B. A maturidade traz um pouco do bom senso na hora de agir e falar. Só não consigo me controlar muito quando a bendita tpm tá atacada mesmo hahahaha. Acreditem em mim, gritar não resolve nada e muitas vezes só machuca.

Cozinhar a dois é muito mais gostoso:
Eu não sei por aí, mas aqui nós dois gostamos muito de cozinhar e quando fazemos isso juntos é ainda melhor! Cada um prepara uma coisa e depois os dois limpam a sujeira. Tudo fica pronto mais rápido e ninguém se sobrecarrega. É uma delícia aprender novos pratos e descobrir novas receitas.

Ter um momento só seu e só com seus amigos é importante:
Ficar juntos é muito bom, mas poder ter um tempo só pra mim é maravilhoso. Adoro ficar sozinha, fazer as minhas coisinhas e cuidar de mim. Assim como também adoro poder sair com as amigas, tomar um café ou fazer qualquer outra coisa. Ninguém nasceu grudado com ninguém e é extremamente saudável para um relacionamento que ambos tenham uma vida fora dessa bolha.

Dormir e acordar todo dia com quem você ama:
É muito bom ir dormir sabendo que no outro dia seu amor estará ali do seu lado e que isso se repetirá por todos os outros dias. <3

Não comparar o meu casamento com o dos outros:
Casamento não é uma regra e a grama do vizinho sempre tende ser a mais verde, lembra? Cada um vive o seu relacionamento dentro da sua realidade. Para uns melhor, para outros nem tanto. Não compare seu casamento com o dos outros e principalmente, não julgue. Só o casal sabe o que acontece embaixo do seu próprio teto.

Dividir tarefas é essencial:
Aqui em casa não temos faxineira e nós dois temos nossos trabalhos. Embora eu trabalhe em casa, não posso me dar ao luxo de perder parte do meu dia limpando a casa e por isso que sempre dividimos as tarefas. Afinal, nós dois moramos por aqui, né? Então nada mais justo do que ambos limparem e colaborarem.

Respeito é a palavra-chave:
Sem respeito não há amor que aguente, ele deve vir em primeiro lugar, sempre. Quando esse termina, todo resto se vai também.

Que lavar louça é uma prova de amor:
As vezes o amor é provado assim… com a louça lavada. Quando a vez era sua, mas ele/ela lavou porque sabia que você tinha tido um dia ruim ou cheio de tarefas.

Nem todos os dias são bons:
As vezes o outro teve um dia ruim e tudo que a gente pode fazer é dar colo, ouvir, fazer rir ou até mesmo chorar junto. Casar é ser apoio nos dias bons e principalmente nos dias ruins. É nem precisar falar nada, mas dar o ombro para o outro chorar, gritar e reclamar. É sentir a dor do outro como a nossa.

É preciso regar todos os dias:
O amor é como uma plantinha, se você não regar, uma hora ele adoece. Por isso, sempre tentamos nas pequenas ações do dia a dia regar o nosso. Pequenas coisinhas fazem uma grande diferença no final do dia.

Casamento não é conto de fadas, mas pode ser mais leve se a gente sempre se lembrar o motivo que nos fez casar com o outro. Pode ser mais feliz se a gente não tentar ter razão sempre. Pode durar pra sempre se a gente sempre tentar fazer o outro feliz, pois a felicidade do outro é a minha também. ♥

E você? Aprendeu algo diferente no seu casamento? Compartilha aqui com a gente. 🙂

Me siga no Instagram: @maribombonato

Gostou? Compartilhe:

    #marivaicasar, #tememararas, Casamento

    {casamento} Valeu a pena contratar uma cerimonialista?

    Genteeeee, dá pra acreditar que dia 29 já vai fazer 5 meses que casamos?? O tempo tá voaaando!! E hoje eu vim compartilhar com vocês a minha opinião sobre o tão falado serviço de cerimonialista.

    Quando resolvemos nos casar, eu achava que não era necessário ter uma cerimonialista, que eu poderia dar conta de tudo no pré e durante o casamento. Ouvi diversas opiniões de noivinhas até que me dei conta que eu precisava me sentir totalmente segura no dia do meu casamento. Na igreja que escolhi casar não tem nenhuma equipe preparada para ajudar nos procedimentos de entrada dos noivos, pajens ou padrinhos. Na festa, eu também não teria ninguém disponível para me ajudar a receber os convidados e nem pra me guiar para o que fosse preciso. Tudo o que eu queria e precisava era me sentir SEGURA e aí vi a necessidade de contratar um serviço especializado para isso.

    Como falei anteriormente, minha grande preocupação era no grande dia, não me importava com ajuda na parte de fornecedores ou afins e por isso fiz questão de conversar com diferentes cerimonialistas para poder enfim contratar aquela que me transmitisse aquilo que eu buscava.
    Tive experiências em que a pessoa só sabia falar de desconto em fornecedor e sinceramente? Isso era o que menos me importava, não porque tínhamos dinheiro sobrando, mas porque a gente já tinha bem definido o que queria.

    Eu soube que era a profissional certa quando ela não me questionou sobre fornecedor, não me ofereceu descontos absurdos e quis unicamente saber sobre o nosso grande dia, os detalhes que tínhamos imaginado, os padrinhos, as crianças… quando me dei conta ela já tinha esboçado ali na minha frente como seria meu casamento todinho. Dava pra ver que tinha carinho, cuidado, preocupação. Que tinha amor verdadeiro pelo que faz. Era a TAL SEGURANÇA que eu buscava e então eu soube que seria ela.

    Essa é a Cássia, foi meu verdadeiro anjo da guarda durante o casamento. Passou o dia acompanhando a montagem do salão, me mantendo informada de tudo e ainda por cima foi até o local onde me arrumei para ver se eu precisava de algo, ver se eu estava calma, ajudar a me vestir, arrumar todas as minhas coisas pra levar de volta depois. Ela foi as minhas mãos, meus braços e meus olhos. Tratou cada um dos nossos convidados como se fossem dela. Não só ela, mas toda a equipe que ela levou junto. Todos muito prestativos, bem humorados e prontos para o que der e vier. Eu chego até ficar emocionada escrevendo isso, porque de verdade, se não fosse ela, as coisas não teriam acontecido com tanta perfeição naquele dia. E se algo saiu fora do planejado, até hoje eu não faço a menor ideia disso.

    No decorrer dos meses que antecederam o casamento, nos reunimos sempre que era necessário. Foi ela aliás que nos ajudou a encontrar o buffet que atendesse ao que a gente queria para o casamento. Não nos empurrou nada, não nos forçou a nada, pelo contrário… pirava com a gente em cada ideia e dava ainda mais ideias.

    No nosso caso, ter contratado uma cerimonialista fez toda a diferença. Nem consigo imaginar como as coisas teriam acontecido sem a Cássia e sua equipe maravilhosa.
    Aliás, eu desejo de todo meu coração que todas as noivinhas possam encontrar uma “Cássia” na vida. Se você não se sentir 100% segura, não feche. Sinta a energia, a sintonia.

    Hoje eu posso dizer com toda certeza do mundo que sem uma cerimonialista eu teria pirado na hora do casamento, as coisas não teriam fluído com tanta leveza e no momento certo. Aliás, o que ouvimos de elogios por toda organização da equipe não está escrito. Tem coisas que definitivamente nenhum dinheiro paga e essa segurança que tivemos é uma delas.

    Obrigada a Cássia e toda sua equipe. Muitas saudades!!

    Se você for aqui de Araras ou região, eu te indico de olhos fechados a Cássia e toda sua equipe quando o assunto é cerimonialista. Eu cheguei até ela por indicação e que sorte a nossa!! ♥ ♥

    Gostou? Compartilhe:

      Casa, Casamento, Rotina diária, vídeo

      {vídeo} Morar de aluguel: Vantagens e desvantagens

      Bóra começar a semana com vídeo novo aqui no blog?? o/ Quem é inscrito no nosso canal recebe os vídeos em primeira mão e esse foi ao ar na última sexta! 🙂

      Quem viu meu vlog da ida para SJC viu que aproveitei para conhecer a Ana do Lar Doce Ana e gravar com ela, né? Um dos vídeos que gravamos foi sobre um assunto um pouco polêmico: aluguel!

      E aí, quais serão as vantagens e desvantagens de pagar aluguel? A gente dividiu tudo isso com vocês!

       

      É claro que se você tem a chance de já ter a sua casinha quando começar a vida a dois, que ÓTIMO!! Mas se não, não precisa se desesperar. Não deixe de viver seus sonhos por conta disso!! <3

      Gostou? Compartilhe:

        #marivaicasar, Casamento, viagem

        Lua de mel em resort all inclusive vale a pena? + Minha experiência no Salinas Maceió

        E aí? Vale ou não vale a pena? Minha resposta é: depende!

        Depende do que você e seu noivo querem/esperam da lua de mel. Fechar um pacote all inclusive significa que todas as refeições e o que mais você quiser comer/beber durante o dia estão inclusos no que vocês pagaram. Se a ideia de vocês é ficar de boa, só relaxando e descansando depois de toda correria do casamento, vale sim MUITO A PENA!

        Agora se vocês querem aproveitar a lua de mel para fazerem vários passeios, aí não acho que vale a pena. Já que grande parte das refeições serão realizadas fora do resort. Nesse caso vocês teriam um gasto dobrado e talvez a melhor opção seja um hotel/resort/pousada que ofereça apenas café da manhã ou o regime de meia pensão (café + almoço ou janta).

        Eu e o Luccas escolhemos passar nossa lua de mel em um resort all inclusive justamente porque tudo o que a gente queria era descansar, curtir e relaxar. Não nos arrependemos em nenhum momento de ter feito essa escolha, mas como eu disse ali em cima, isso varia muito de casal para casal.

        Nós passamos uma semana no Salinas de Maceió, um resort bem família, lindo e com os pés na praia de Ipioca. A comida era muuito farta e com opções pra todos os paladares. As bebidas também nos surpreenderam muito, uma grande variedade de cervejas como Heineken, Bud e Stella, muitos vinhos, frizantes, batidas e caipirinhas. Um cardápio completo pra ninguém botar defeito e as sobremesas que aff…. que saudade!! Fora os beliscos no meio do dia, né? Para quem adora frutos do mar, vai adorar. Minha parte favorita era ter open bar de sorvete. hahahaha #vaigordinha

        Comemos taaaanto que voltei até 2kg mais pesada hahahahah

        Também não posso deixar de mencionar a educação dos funcionários, todos muito gentis, especialmente o José Eduardo que faz a melhor tapioca do mundo e uma picanha na chapa que deixou saudades.

        Nós saímos bem pouco do resort, uma vez fomos no shopping, outra na feirinha de artesanato e outra fomos conhecer as piscinas naturais de Paripueiras que nossa… vale muuuito o passeio, vimos os recifes de corais e uma cor de mar que nunca vou esquecer.

        Para nós a experiência de passar a lua de mel em um resort all inclusive foi super positiva. Se aqui no Brasil  foi assim, imagino como deva ser e Cancun, Punta Cana… quem sabe um dia, né? hahahah

        Falando em preços, eu não me recordo ao certo o valor que pagamos, mas a minha dica é: se puder esperar pela black friday, espere! Nós compramos na do ano passado diretamente do site do Salinas e conseguimos um preço muuuito bom e num quarto bem melhor do que iríamos ficar. Ou seja, gata… se vai se casar ano que vem e ainda não fechou a viagem, espera mais um pouquinho pela black friday porque costuma valer bem a pena.

        Espero ter conseguido compartilhar um pouquinho da minha experiência com vocês e se tiverem qualquer dúvida, deixem nos comentários.

        Um beijo!!
        Mari

         

        Gostou? Compartilhe:

          #marivaicasar, Casamento

          O topo de bolo do meu casamento

          Aaai, meu Deus!! Fazer esse tipo de post me dá uma saudade tão grande desse dia! Eu juro pra vocês que as vezes eu olho as fotos e nem acredito que conseguimos realizar isso. Sei que pra muita gente pode parecer besteira, mas é esse o sentimento que eu tenho.

          Mas hoje eu vim aqui compartilhar com vocês como foi o topo do bolo do meu casamento, que acabou sendo um grande sucesso entre os convidados.

          A gente sempre soube que gostaria de ter um topo que fugisse dos noivinhos tradicionais e foi aí que veio a ideia de usar Funkos para isso.

          Os Funkos são esses bonecos cabeçudinhos lindos que geralmente são miniaturas de personagens famosos. No nosso caso escolhemos a Ariel para me representar, quem me conhece sabe o quando ela tem a ver comigo. Além de, claro, ser ruiva, é a minha princesa favorita da Disney e nenhuma outra me representaria tão bem. Para o Luccas, não tínhamos nada muito definido, fomos vendo vários até encontrar um que a gente achasse que combinava com ele, esse é o Oswald de Gotham.

          Achei que eles combinaram TAAAANTO com nosso bolo e acabaram virando estrelas da mesa, os convidados tiraram várias fotos. <3

          Agora eles fazem parte da decoração aqui de casa, logo ao lado da caixinha que demos para os padrinhos e pais, mas essa aí é assunto para outro post.

          Ahhh, os Funkos nós compramos na Amazon e como tinha uma amiga do Luccas fora do país, ela trouxe pra gente. Não me lembro ao certo, mas acho que em reais deu algo por volta de R$100,00 os dois. Aqui no Brasil é bem mais caro, mas fica a dica se você estiver indo viajar ou tiver alguém pra trazer pra você.

          Beijos!!

          Gostou? Compartilhe: