Browsing Category

Casamento

#marivaicasar, Casamento

Meu pré-wedding ♥

Oii, lindezas!!
Não falei no último post que eu voltava pra compartilhar com vocês as fotos do meu pré-wedding? Semana passada nosso fotógrafo maravilhoso liberou as fotos e MEU DEUS, quanto amor!!! Impossível escolher uma preferida.

E antes de postar as fotos, deixa eu compartilhar com vocês uma coisa… antes mesmo de ser pedida em casamento eu já sabia que o Jonathan Januário seria nosso fotógrafo. Se tinha uma coisa nesse casamento que eu queria, era que ele registrasse esse momento, por isso logo que marcamos a data ele foi um dos primeiros fornecedores que fomos visitar. E como é bom quando, além de você se encantar pelo trabalho, você também se encanta pela pessoa que o profissional, é né? Nosso santo com o Jhol bateu logo de cara, tanto que hoje somos até amigos.

Ele sabia que a gente toparia qualquer loucurinha que ele falasse, por isso não pensamos duas vezes quando ele sugeriu o local do nosso pré-wedding, o Pico das Cabras em Campinas. Ô lugarzinho longe, viu? hahahah mas quando chegamos lá tudo valeu a pena e depois de ver as fotos então… aiai *suspiros*

Mas deixa eu parar de falar, porque vocês querem fotos, né? ♥

MARILUCCAS-4-1350x900MARILUCCAS-38-1350x900MARILUCCAS-41-1381x900MARILUCCAS-42-1334x900MARILUCCAS-67-1350x900MARILUCCAS-80-1377x900MARILUCCAS-525-1338x900MARILUCCAS-93-1392x900

Essas são só algumas e se vocês quiserem ver um pouquinho mais podem acessar o site do Jonathan, mas lá também não tem 1/10 de todas as fotos que ele vai nos entregar na próxima semana. Missão difícil escolher a preferida.

E aproveitando, também queria compartilhar com vocês o vídeo íncrivel que o Giovanni da Aquipélago Filmes fez durante o ensaio. O Gio é cunhado do Jonathan e tivemos a sorte de fechar a filmagem do nosso grande dia com ele também. No dia do nosso pré-wedding o Gio foi junto e nos presentou com essa lindeza. Quero ficar assistindo em looping eterno.

Espero que tenham gostado tanto quanto nós! ♥
É uma alegria muito grande poder compartilhar esse momento com vocês.

Agora faltam apenas 19 dias!! ♥ ♥ ♥

Um super beijo!!

Gostou? Compartilhe:

    #marivaicasar, bla bla bla, Casamento, Desabafos

    Meu sumiço e mais algumas coisas…

    Oie… será que tem alguém por aqui? 🙂

    16789660_861868750629161_8139530481294114816_n

    Vocês devem ter reparado que faz muuuito tempo que não faço post por aqui e confesso que isso até me chateia, porque apesar do blog ser meu hobby, faço questão de fazer o possível para encaixar dentro da minha rotina, porque além de querer ficar sempre próxima de vocês, aqui também é minha válvula de escape. Quando estou ~blogando~ me sinto mais leve, mas faz isso só por obrigação não é legal. E é por isso que não tenho dado as caras por aqui.

    Como a maioria de vocês sabem, me caso no final do próximo mês e esse início de ano tem sido uma correria imensa de casamento + trabalho + casa nova + adversidades da vida. A verdade é que nem sempre o script sai como você gostaria e quando algo sai fora da curva, a gente sente como se tivesse falhado, né?

    Esses últimos meses tem sido muito intensos em todas as maneiras cabíveis. Coisas boas, coisas ruins… é disso que a vida é feita. De altos e baixos. E se engana quem pensa que só porque está vivendo um momento maravilhoso, está livre de se machucar pelo caminho.

    Eu me machuquei, e muito! Perdi a minha gatinha Nina que já estava conosco há 16 anos e doeu… DOEU MUITO. Mas trouxe alívio e calma para o coração. A Nininha estava doente desde o final do ano, piorou muito em fevereiro e desde então as coisas saíram do controle pra mim. Nada disso é fácil para uma pessoa comum, mas para quem sofre de ansiedade é ainda pior. E veja bem, esse é o meu caso. Apesar de ter feito um tratamento incrível para a ansiedade nos últimos meses de 2016 (depois do casamento quero falar sobre isso com vocês), ter me visto em uma situação que nunca tinha vivido antes, como a doença e morte de um animalzinho, me fez ter crises bem complicadas. Agora estou bem, mas vê-la sofrendo e morrendo aos poucos acabava comigo.

    Depois que isso passou, pude voltar a me dedicar as coisas do meu casamento e a minha casinha como esse momento merece. E agora me encontro correndo de um lado pro outro pra resolver as coisas pendentes. hahahha
    Não é fácil, mas é uma delícia e todo mundo me fala que vou sentir muita falta dessa loucurinha.

    Enfim… tanto tempo fora e quando apareço é com textão, né? Mas me deu vontade de compartilhar um pouco do porque ando sumida e de como andam as coisas por aqui.

    Ahhh… nesse último fim de semana fiz as fotos para meu pré wedding, assim que estiver com todas as fotos venho aqui dividir mais isso com vocês, porque eu sei que vocês também adoram essas coisas (eu amoooo hahahha ♥).

    Do mais, desculpem o sumiço, não desistam de mim. Eu ainda tenho muito amor e posts pra vocês!

    E se você ainda não me segue no Insta, estou lá sempre postando alguma coisa ou outra. Pelo menos podemos ficar mais pertinho. @maribombonato

    Agora eu vou lá assistir um pouquinho de Gilmore Gilrs, porque depois de um dia cheio de trabalho eu mereço! 🙂

    Logo nos vemos novamente.

    Um super beijo
    Mari ♥

    Gostou? Compartilhe:

      Casamento, Sem categoria

      Casamento: O que eu faria diferente? O que faria igual?

      Quem acompanha o blog sabe que eu casei em Outubro de 2015 e contei vários detalhes pra vocês aqui, aqui, aqui e aqui.

      E de lá pra cá eu faria algumas coisas diferentes e outras eu com certeza faria exatamente igual.

      Acho importante esse tipo de post porque geralmente noiva surta, não sabe direito o que fazer, fica super na dúvida, insegura, etc… então, quem sabe a minha experiência pode ajudar vocês não é mesmo?

      12540702_1645485069033914_3085109025906845212_n

      O que eu faria diferente?

      • Minha lista de convidados cairia pra menos da metade. Sério, hoje eu faria um mini wedding para umas 50/80 pessoas no máximo. Meu casamento foi pra 150, considerado até pouco, mas sim, eu diminuiria ainda mais a lista.
      • Obviamente não teria contratado a péssima empresa de filmagem que fez um trabalho lixo. Mas né? Vivendo e aprendendo.
      • Teria casado e feito a festa no mesmo lugar. Eu casei na igreja porque no sonho do meu marido era casar na igreja. Hoje, acho que teria conversado um pouco mais e chamado um pastor ou diácono pra realizar a cerimônia. Não me arrependo de ter casado na igreja, mas acho mais fácil quando tudo é em um único lugar.
      • Como iria diminuir drasticamente a lista de convidados eu faria um churrascão. Gente, sério, deu água na boca só de pensar hahaha No meu casamento foi servido salgados e finger foods. Tudo que todo mundo come porque ODEIO comida de gente rica/fresca/chique. Estava uma delícia mas com menos pessoas certeza que ia preferir um super churrasco bem a vontade.
      • Não teria contratado filmagem. Eu já não queria, aí acabaram me convencendo porque a noiva não vê praticamente nada do casamento etc. Contratei, a empresa pisou mega feio na bola comigo e no final das contas não fez diferença. Mesmo se a filmagem tivesse ficado boa o DVD ia estar empoeirando lá em casa.

      O que eu faria igual?

      • Ter casado no fim da tarde, começo da noite foi uma das melhores escolhas: mesmo os convidados com criança conseguiram ficar na festa até o final. Meu casamento foi marcado para 18h30.
      • Não ter contratado assessoria: eu ia contratar somente para o dia, mas, na igreja que eu casei eles não permitem cerimonialista e é a pastoral familiar que cuida de toda organização do casamento. Na festa, minha irmã e uma amiga ficaram durante uns 20 minutos na porta recepcionando os convidados e mostrando qual era a mesa. Economizei uma boa grana e deu tudo certo.
      • Casamento simples: meu casamento não teve nenhum glamour, não gastei rios de dinheiro com lembrancinha, com super produção, com detalhes bestas que na realidade ninguém nem percebe, só a noiva. Foi a melhor coisa que fiz.
      • Mesas marcadas: Tem coisa mais desesperadora do que você chegar em uma festa e não ter mais lugar pra você sentar com a sua família e todo mundo ter que sentar separado? Então por favor, marquem mesas. No meio da festa quem quiser pode ir sentar pra conversar em qualquer lugar, mas é muito importante no começo cada um saber exatamente onde deve estar e ter a tranquilidade de saber que vai estar com quem gosta.

      Claro que cada pessoa tem um gosto e suas prioridades, aqui eu dividi com vocês um pouco da MINHA experiência e espero ter ajudado ♥

      E vocês casadinhas, o que fariam diferente? E o que fariam igual?

      Beijos!

      Gostou? Compartilhe:

        #marivaicasar, Casamento, vídeo

        {vídeo} Respondendo perguntinhas das leitoras sobre casamento #marivaicasar

        capa

        Oi, meninas!! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim compartilhar com vocês o vídeo que soltei semana passada lá no nosso canal.
        Aliás, vocês já são inscritas por lá? Desse jeito vocês sempre ficam sabendo quando tem vídeo novo.

        Dessa vez respondi as dúvidas das meninas que comentaram em uma foto que postei no Insta do blog. Falei um pouquinho sobre como planejar o casamento, gente chata se intrometendo e até de vestido de noiva. Vem ver!!! ♥

        Gostou? Compartilhe:

          Casamento

          #casamento: Tenho pouquíssimo dinheiro, o que fazer?

          Casar é uma coisa muito cara. Daria pra comprar um carro, dar entrada numa casa, mobiliar uma casa toda somente com o dinheiro que gastamos entre cerimônia + festa em um casamento mais “tradicional”.

          Óbvio que a maioria das pessoas não tem esse dinheiro todo e contam com a ajuda da família para realizar o grande sonho. Mas e quem não pode ter essa ajuda? E quem tem pouquíssima grana pra realizar o casamento e mesmo assim gostaria de comemorar com a família e amigos mais próximos?

          Vou tentar ajudar.

          Realmente talvez não dê pra você ter um casamento de princesa, de novela, de filme, mas dá pra você programar algo mais simples e ainda sim, lindo.

          Vale lembrar que esse post é pra quem está realmente sem dinheiro sobrando mas quer comemorar o casamento com as pessoas que ama.

          – Casamento na igreja: realizar a cerimônia na igreja faz com que a gente gaste com decoração, músicos, transporte, etc… é possível realizar um casamento religioso sem todas essas pompas viu?! Você pode simplesmente não decorar a igreja e colocar um CD pra tocar durante a cerimônia ou ainda realizar o casamento sem os convidados, somente vocês e as testemunhas. Acho essa opção bacana pra quem não abre mão da benção de Deus no matrimônio.

          – Local: procure uma opção que seja de graça. Pode ser o salão do seu prédio ou do prédio de algum parente ou amigo. É importante encontrar algum que realmente não cobre, ou cobre uma taxa simbólica, R$50 por exemplo. Caso você queira algo ao ar livre vale o quintal grande de alguma casa ou a roça emprestada de alguém da família. Aqui no blog já fiz um post sobre casar no salão de festa do seu prédio.

          – O que servir: se eu não tivesse praticamente grana nenhuma para o casamento serviria salgados. Aqui na minha cidade custa em média R$35 o cento frito. É importante encomendar salgados que não fiquem ruins quando esfriam (ex: AMO bolinha de queijo, mas quando esfria não rola). Os assados talvez sejam a melhor opção.  A conta que se faz geralmente é de 15 salgados por pessoa. Você também pode encomendar docinhos ou fazer bolos básicos (cenoura, laranja, fubá) e deixar exposto de uma forma bonita em uma “mesa de doces” ou “mesa de bolos”. Pra tomar: vai do gosto de cada um.

          Você também pode fazer uma mesa de frutas, que tal? Fica barato e todo mundo gosta. Ah, também pode rolar uma mesa de doces igual falei nesse post aqui. Vai depender de quanta grana vocês tem.

          – Decoração: Você vai precisar de 2/3 mesas grandes para ser a mesa do bolo e mais uma de apoio para os salgados, por exemplo (pode ser a da cozinha/jantar da casa dos parentes – nada que uma toalha bonita não resolva) e de mesas para os convidados (plástico, ferro, aço…). O centro de mesa pode ser feito de garrafinha pintada com flor, ou com algum artesanato de feltro, ou o que a sua imaginação mandar. Geralmente alugar toalhas é bem barato, mas se mesmo assim não couber no seu bolso existe a opção de comprar tecidos e pedir pra alguma tia costureira fazer as toalhas.

          – Música: você pode fazer uma playlist com as músicas que vocês mais gostam e deixar tocando em um rádio, ou ainda chamar a banda daquele primo pra dar uma canja durante a festa. Se os seus convidados forem mais animados talvez role até um karaokê, que tal? Você só precisa de um microfone e uma caixa de som. Com certeza alguém conhece alguém que conhece alguém que tem pra emprestar durante algumas horinhas.

          O maior segredo é realmente chamar o menor número de pessoas possível. Quanto mais próxima a pessoa for de vocês menos ela vai se importar do quanto glamour tem ou não na comemoração.

          E ah, as dicas que dei de como economizar no chá bar podem servir de inspiração para esse post também.

          Inspirações:

          Gostou? Compartilhe: