Casamento

#casamento: Tenho pouquíssimo dinheiro, o que fazer?

Casar é uma coisa muito cara. Daria pra comprar um carro, dar entrada numa casa, mobiliar uma casa toda somente com o dinheiro que gastamos entre cerimônia + festa em um casamento mais “tradicional”.

Óbvio que a maioria das pessoas não tem esse dinheiro todo e contam com a ajuda da família para realizar o grande sonho. Mas e quem não pode ter essa ajuda? E quem tem pouquíssima grana pra realizar o casamento e mesmo assim gostaria de comemorar com a família e amigos mais próximos?

Vou tentar ajudar.

Realmente talvez não dê pra você ter um casamento de princesa, de novela, de filme, mas dá pra você programar algo mais simples e ainda sim, lindo.

Vale lembrar que esse post é pra quem está realmente sem dinheiro sobrando mas quer comemorar o casamento com as pessoas que ama.

– Casamento na igreja: realizar a cerimônia na igreja faz com que a gente gaste com decoração, músicos, transporte, etc… é possível realizar um casamento religioso sem todas essas pompas viu?! Você pode simplesmente não decorar a igreja e colocar um CD pra tocar durante a cerimônia ou ainda realizar o casamento sem os convidados, somente vocês e as testemunhas. Acho essa opção bacana pra quem não abre mão da benção de Deus no matrimônio.

– Local: procure uma opção que seja de graça. Pode ser o salão do seu prédio ou do prédio de algum parente ou amigo. É importante encontrar algum que realmente não cobre, ou cobre uma taxa simbólica, R$50 por exemplo. Caso você queira algo ao ar livre vale o quintal grande de alguma casa ou a roça emprestada de alguém da família. Aqui no blog já fiz um post sobre casar no salão de festa do seu prédio.

– O que servir: se eu não tivesse praticamente grana nenhuma para o casamento serviria salgados. Aqui na minha cidade custa em média R$35 o cento frito. É importante encomendar salgados que não fiquem ruins quando esfriam (ex: AMO bolinha de queijo, mas quando esfria não rola). Os assados talvez sejam a melhor opção.  A conta que se faz geralmente é de 15 salgados por pessoa. Você também pode encomendar docinhos ou fazer bolos básicos (cenoura, laranja, fubá) e deixar exposto de uma forma bonita em uma “mesa de doces” ou “mesa de bolos”. Pra tomar: vai do gosto de cada um.

Você também pode fazer uma mesa de frutas, que tal? Fica barato e todo mundo gosta. Ah, também pode rolar uma mesa de doces igual falei nesse post aqui. Vai depender de quanta grana vocês tem.

– Decoração: Você vai precisar de 2/3 mesas grandes para ser a mesa do bolo e mais uma de apoio para os salgados, por exemplo (pode ser a da cozinha/jantar da casa dos parentes – nada que uma toalha bonita não resolva) e de mesas para os convidados (plástico, ferro, aço…). O centro de mesa pode ser feito de garrafinha pintada com flor, ou com algum artesanato de feltro, ou o que a sua imaginação mandar. Geralmente alugar toalhas é bem barato, mas se mesmo assim não couber no seu bolso existe a opção de comprar tecidos e pedir pra alguma tia costureira fazer as toalhas.

– Música: você pode fazer uma playlist com as músicas que vocês mais gostam e deixar tocando em um rádio, ou ainda chamar a banda daquele primo pra dar uma canja durante a festa. Se os seus convidados forem mais animados talvez role até um karaokê, que tal? Você só precisa de um microfone e uma caixa de som. Com certeza alguém conhece alguém que conhece alguém que tem pra emprestar durante algumas horinhas.

O maior segredo é realmente chamar o menor número de pessoas possível. Quanto mais próxima a pessoa for de vocês menos ela vai se importar do quanto glamour tem ou não na comemoração.

E ah, as dicas que dei de como economizar no chá bar podem servir de inspiração para esse post também.

Inspirações:

Comments

comments

Gostou? Compartilhe: