Beleza, Pele, Rosácea

{Diário da rosácea #1} O começo de tudo!

Quem me segue no snapchat (sou maribombonato por lá :D) ou faz parte do nosso grupo no Facebook, já tá por dentro do meu ~drama~ e do que vem acontecendo na minha pele. Resolvi trazer esse assunto pra cá porque quando eu pesquisei não achei muito conteúdo interessante sobre isso e acho que pode ajudar bastante gente que está passando pelo mesmo problema.

É possível que esse post fique um pouco longo e com bastante informação, mas acho importante pra contar tudo detalhado pra vocês.

rosacea

Bóra começar então?

Desde a adolescência eu tive a pele bem oleosa, com muitas espinhas e por isso sempre acabei fazendo uso de produtos destinados para esse tipo de pele, né? Eles me ajudaram por muito tempo, mas esse ano as coisas começaram a ficar um pouco diferente por aqui. Várias bolinhas começaram a surgir no meu rosto, mas especificamente na região das bochechas, e eu ficava bem chateada achando que eram mini espinhas, cravinhos ou algo do tipo. Numa tentativa inútil de tentar melhorar tudo, comecei a usar ainda mais produtos específicos para pele oleosa, que geralmente contém ácido salicílico que ajuda no combate e prevenção da acne. Foi aí que as coisas pioraram ainda mais.

Quando me dei conta, minha pele estava longe de tudo que eu sempre quis. As bolinhas não haviam sumido, pelo contrário, estavam aumentando cada vez mais e junto com elas, uma vermelhidão que não passava por nada. Esse quadro crítico foi por volta de final de julho/início de agosto e já desesperada e muuuito chateada resolvi marcar uma consulta no dermato, consulta essa que demorou quase 2 meses pra chegar. 🙁

Durante esse tempo de espera, pesquisei muito sobre o que eu poderia ter e estava apostando forte em um alergia qualquer, porque quando eu tomava antialérgico minha pele acordava boa no dia seguinte. Mal sabia eu, né? hahahaha

Acabei suspendendo todos os produtos que eu estava usando e investi em produtos hipoalergênicos e com efeito calmante destinados para peles sensíveis. Aos poucos minha pele começou a melhorar e, quando já tava ~tudo bem~, minha tão sonhada consulta chegou e finalmente acabei descobrindo que o que eu achava que era alergia, na verdade é uma rosácea. A minha é um grau leve, mas preciso cuidar se não ela pode piorar. Além da rosácea, também descobri que tenho dermatite de contato e por isso sempre tenho que ficar de olho nas coisas que eu uso. Descobri, por exemplo, que não posso mais usar o top coat roxinho da Colorama, assim que eu passo meu rosto fica todo empipocado. É quase uma loteria, sabe?

Não tenho foto do meu rosto na época mais crítica, mas tirei essa esses dias (foi com o cel mesmo :P) para vocês terem uma ideia de como minha pele fica logo que eu saio do banho ou em dias mais quentes.

Jpeg

Isso perto da crise que eu tive não é nada e agora já até aprendi a conviver com essa ideia da rosácea. Pelo menos agora eu sei o que eu tenho e como tratar, não é mesmo? Claro que eu queria muito ter uma pele perfeita, mas me conformei que isso também não existe.

Sei o quanto a nossa pele nos chateia muitas vezes. Nessa crise que eu tive, cheguei a chorar enquanto me arrumava um dia, porque não me conformava da minha pele estar daquele jeito. Não adiantava passar maquiagem, porque as bolinhas simplesmente não desapareciam e o aspecto de pele irritada também não. Nunca fiquei tão triste por chorar por algo, porque era uma coisa que realmente estava me deixando pra baixo, mexendo com a minha autoestima e fazendo eu me sentir a pessoa mais feia de todo esse mundo. Sei que pode parecer um exagero, mas quem sente ou já sentiu isso com certeza vai me entender. E ó, se você tá se sentindo assim, acredite: vai passar! 🙂

Hoje posso dizer que está tudo sob controle por aqui, mas na semana retrasada tive uma reação alérgica (lembra aquela história de dermatite de contato?) a um sabonete que o próprio dermato passo. Suspendi logo que percebi que era ele, mas o estrago durou por muuuitos dias. Voltei a ficar chateada, mas depois ficou tudo bem de novo. A parte boa é que graças a Deus eu não cheguei a comprar o sabonete, ainda era amostrinha hahahah.

Ainda tô nessa fase de entender o que melhor funciona pra minha pele e aos poucos a gente vai se entendendo.

Nos próximos posts sobre o assunto eu vou falar um pouquinho mais da rosácea (já que esse post foi mais uma ~apresentação~ mesmo) e também mostrar os produtinhos que eu tenho usado e gostado, combinado? <3

Beeeijos, amoras! :*

Comments

comments

Gostou? Compartilhe: