bla bla bla, Compras, Dicas

5 dicas para ser menos consumista

Heeey, será que tem alguém por aqui ainda?
Caracaaa, acho que nesses 5 anos de blog nunca fiquei tanto tempo sem fazer post por aqui. Mas sabe quando juntam vários fatores que não colaboram pra isso? Pois foi isso que aconteceu comigo no decorrer da semana passada e quando me dei conta ela já tinha acabado.

Mas estou de volta e super animada para encher vocês de posts novos!! 🙂

Para começar a semana, resolvi falar de um assunto que a gente conversou esses dias lá no nosso grupo no FB: Como ser uma pessoa mais controlada e consumir menos?

consumista

Há uns bons anos atrás eu estava loooooonge de ser um exemplo de controle. Gastava muito, aliás… mais do que eu ganhava e isso só me gerou cada vez mais contas e dor de cabeça. Isso melhorou quando meu namorado começou a me mostrar como ser uma pessoa mais organizada financeiramente e com o passar dos meses fui conseguindo equilibrar as contas, até que elas deixaram de existir. Não é fácil a gente passar na frente de uma vitrine, ver algo que quer muito e não comprar. Mas hoje em dia eu só faço isso se sei que tenho dinheiro para aquilo e se de fato for fazer alguma diferença na minha vida. Juro pra vocês que não me lembro a última vez que fiz uma compra de roupas, por exemplo, e parcelei o cartão. Ou então tenha comprado qualquer coisa usando cartões de lojas. As vezes tenho a impressão de que todos esses cartões só nos dão a sensação de um poder que na verdade nem sempre a gente tem.

Por isso a minha primeira dica é: fuja dos cartões! Quanto menos cartões você tiver, menor vai ser a chance de cometer qualquer deslize. Se for o caso, até saia de casa sem eles, assim você não cai na tentação. Outro jeito para evitar um rombo grande no orçamento, é ter um limite baixo, assim você também não sai gastando mais do que ganha.

Com a fuga dos cartões vem outra lição muuuito importante: saiba diferenciar o querer do precisar. É claro que toooodos os dias a gente deseja centenas de coisas novas, né? Mas o que eu aprendi é que nem sempre o que a gente quer, a gente precisa e lógico que isso não quer dizer que você nunca mais vai comprar algo sem precisar, mas tem que rolar sim um choque logo de cara pra gente aprender na marra, sabe? No meu caso, tive que ser muito forte e todas as vezes que pensava em comprar algo logo pensava: mas eu preciso mesmo disso? Com o tempo foi ficando mais fácil e hoje em dia eu até me acho meio chata quando quero comprar alguma coisa. hahaha

Minha outra dica e de extrema importância é: tenha metas! Não importa o que seja, viajar, comprar um carro, trocar de celular ou até mesmo dar entrada naquele apê… nada melhor do que ter sonhos para nos manter com os pés no chão. Essa foi sem dúvida uma parte muito importante para me tornar uma pessoa controlada e tudo isso começou quando resolvi que iria comprar meu carro. Hoje tenho um orgulho danado disso e toda vez que olho pra ele me vem uma sensação de felicidade, sempre penso: caramba, se consegui isso, posso conseguir muito mais! São essas pequenas coisas que nos estimula ainda mais a guardar dinheiro para realizar outros planos.

E claro que para poder guardar algum dinheiro, a gente precisa saber para onde vai indo tudo o que a gente ganha por mês, né? E é aí que entra a minha quarta dica: anote tudo, exatamente tudo que você gastar! Sério… eu sou aloca da planilha ultimamente hahahah, se eu compro uma bala eu vou lá e anoto. Foi somente assim que consegui equilibrar minhas finanças e entender exatamente para cada lugar que estava indo meu rico dinheirinho. A gente chega a ficar besta quando soma a quantidade de coisas bobas que compramos sem perceber. Um pouquinho por dia acaba se transformando em um pesadelo no final do mês hahahah. Eu gosto muito dessa planilha fofa que a Fran do Morando Sozinha fez. E pra quem curte, também tem vários apps do tipo para celular, é só dar uma pesquisadinha.

Agora que a gente já tá craque nas planilhas, em sonhos e em autocontrole, chegou a última dica: evite parcelar e sempre que possível compre à vista! Siim, eu sei que não é do dia pra noite que você vai conseguir parar de parcelar as coisas, principalmente tendo outras contas pra pagar. Mas quando a gente consegue se estabilizar, pagar o que está em aberto e guardar uma graninha todo mês (não tô falando de muito não, viu gente? 50 reais já vale muito!!), a gente percebe que vale a pena esperar um pouquinho mais para comprar aquele item desejo e pagar à vista. A sensação de não ter dívida te esperando no próximo mês é a melhor possível! E pelo menos em mim, dói muito menos hoje em dia comprar algo e pagar logo de cara, do que saber que vou ter que passar meses pagando aquilo, sabe? Fora que à vista sempre rola um descontinho maior, né? Por isso, na maior parte das vezes dou preferência para esse tipo de pagamento, nem que eu tenha que tirar da minha poupando essa grana temporariamente e depois devolver devagar. Parece que o peso na consciência fica menor.

Acho que o mais me ajudou a me tornar uma pessoa bem menos consumista, foi o fato de eu ter meu próprio negócio. Ser freela não é fácil, afinal… nem sempre eu sei o quanto vou ganhar por mês, por isso nem posso me dar ao luxo de fugir do controle. Tento ao máximo possível ser bem pé no chão. 🙂

É isso, meninas. Espero que tenha conseguido ajudar um pouquinho vocês com a ~experiência~ hahahah. Nada como uma amiga pra nos ajudar nessa hora, né? <3
E se alguém tiver alguma outra dica, deixa nos comentários porque vai ser ótimo todo mundo se ajudando!

Comments

comments

Gostou? Compartilhe: