bla bla bla, Desabafos, Textos

Eu não quero ser blogueira

Faz um bom tempo que tô enrolando pra escrever um post assim. Sempre deixava pra depois, pra depois, até que li o post maravilhoso da Ju Romano do blog Entre Topetes e Vinis.

Se eu disser que nunca quis ganhar dinheiro com o blog é mentira. Quis sim, na época do Be8 (quem lembra?) e achava de verdade que ali era uma oportunidade do blog crescer, de novas oportunidades aparecerem e de, quem sabe, eu virar blogueira. Mas, isso durou poucos meses e desde então eu só tenho uma coisa na minha cabeça: eu não quero ser blogueira.

Eu não quero TER QUE resenhar todos os jabás que recebo, não quero TER QUE ir em evento só pra socializar e conhecer pessoas que podem me fazer ganhar dinheiro com o blog, não quero TER QUE tirar fotos perfeitas, comprar câmera super profissional, lente 50mm, comprar filmadora, pagar por um editor de vídeos profissional e assim vamos. NÃO QUERO, PELO AMOR DE DEUS NÃO QUERO.

Eu quero voltar a blogosfera de antigamente. Aquela blogosfera que você tirava foto com sua câmera compacta, ou com o celular e resenhava sobre produtos que você gostava de verdade, trocava dicas com as leitoras, tinham posts leves, somente com as informações que REALMENTE importava para quem lia. Quero abrir os blogs e não parecer que tô entrando num site profissional ou num editorial de revista. Coisas perfeitinhas não são blog. Não são.

Antigamente eu entrava nos blogs pra ler resenhas sinceras, pra ver se tinha alguma dica real/caseira para o meu cabelo ou para minha pele. Agora eu tenho medo. É tudo tão profissional demais, certinho demais, editado demais, comprado demais que eu nunca sei o que é verdade ou não. Eu ando confiando mais no instagram e nas suas fotos feitas no dia a dia, com mais sinceridade, mais rapidez, mais vontade, mais espontaneidade, do que nos blogs.

Eu não acho errado ganhar dinheiro com o blog (apesar de achar perigosíssimo ter somente o blog como profissão) mas eu acho errado essa cara de portal, de revista, essa coisa toda muito trabalhada que os blogs estão virando. Eu acho que não precisa entrar no carro e ir numa super locação pra tirar foto do look do dia. Acho que não precisa tirar 100 fotos de cada produto e passar 5 horas escolhendo a melhor e editando muito no photoshop. Blog, pra mim, não é isso.

O que acho triste é que a leva de adolescentes (que na época dos blogs ~de verdade~ eram crianças) se acostumaram com essa glamourização toda e vai ser difícil tirar isso delas. Elas vão querer sempre mais e mais e mais e mais. Mas eu ainda prefiro fazer blog pra galera old school. Pra turma simples. Pra quem quer verdade e não glamour. Pra quem não se importa se a foto é de celular ou de uma câmera de R$7.000, se o vídeo é editado no programa gratuito ou no pago, se meu computador é apple ou não, e sim com o conteúdo e com o esforço de quem escreveu pra passar o melhor pra quem está lendo.

Acredito que seja por causa desses ~novos leitores~ que está tudo ficando cada vez “pior”. Se a blogueira não faz looks poderosos, não faz makes poderosas, não edita mil vezes a foto, não tem a câmera, celular, filmadora, computador do momento é motivo de críticas. Isso tem que parar. E se todas as blogueiras perceberem isso esse tipo de leitor vai sumir porque eles não vão ter mais do que se “alimentar”. Os blogs vão voltar a ser blogs.

Acho que ninguém sabe, nem a Mari, mas entre o fim de 2014 e o começo de 2015 eu pensei em desistir do blog. Em sair do TPM Moderna e abrir um blog bem simplão, do começo. A ideia passou, mas pode ser que ela volte dependendo do rumo que as coisas tomem. Principalmente porque quando há dinheiro envolvido você descobre quem é quem (inclusive entre as blogueiras que vocês amam, etc…).

E eu juro que no que depender de mim vocês vão ver somente posts com cara de blog de antigamente aqui no blog. Quem sabe essa época boa não volta, não é mesmo?

Um beijo grande 🙂

Comments

comments

Gostou? Compartilhe: