Moda

Look Podrinho

Estava passeando pelo site da Glória Kalil e me deparei com uma matéria de como usar a camiseta podrinha. Adorei. 
Me diz se tem coisa melhor para aquele dia de TPM em que nada parece dar certo, nenhuma roupa parece combinar, a barriga está inchada, o cabelo horrível, a pele está o ó do borogodó, do que uma roupa podrinha, larguinha e super moderna?
Se você se garante provavelmente não precisa estar super chique para estar bonita.
Só uma coisa: não me vá usar um look podre na cerimônia de casamento da cunhada. Tá que ela chata, mas lembre-se que quem estará pagando mico será você, meu bem!
 Hilary Duff se jogou no podrinho versão inverno (que nós em breve vamos precisar!). Eu achei o look um charme e estou apaixonada pela calça, eu quero, quero djá!
 A desconhecida arrasou com a blusa podrinha de ombro caído. A harmonia entre o cabelo, make e roupa transformou o visual em um look muito bonito.
A desconhecida número 2 inovou de camiseta coca cola e sainha fofa de babado. Uma combinação diferente que ficou bem interessante nela.
O ponto forte dessa tendência é que tem para todos os gostos e bolsos. Encontramos peças assim nas lojas de grife e as lojas de departamento.
Se joguem minhas modernetes!

Comments

comments

Gostou? Compartilhe:
    • Dai, eu também quero uma calça dessas djá! hahaha Mas sem esses cortezinhos na lateral, pq uma calça assim já vai ser bem diferente das coisas que eu costumo usar. Mas to louca p/ o inverno chegar e investir em novas peças!
      Adoro esse look podrinho, é fácil de montar e dá p/ brincar com acessórios.
      =)

    • adorei o último look!!!! Tb gostei da calça da Hillary Duff

    • Anonymous

      Tomem cuidado com palavras no diminutivo e com o português.
      O google não traduz e o post fica com cara de que foi traduzido por “dicionários tabajara”.
      E se é para por uma tradução assim, então minha sugestão seria nem por :p

      Tirando isso o site está ótimo, meus parabéns!

    • Dai

      Obrigada pela dica anônimo 🙂
      Mas infelizmente eu sou cabeça dura, gosto do tradutor e de diminutivos.

      Ps: se é para fazer crítica construtiva não precisa ser anônimo meu amor, de verdade.

      Beeeijo :*

    • Eu quero também!!! hahaha